sexta-feira, 18 de abril de 2014

7 boas notícias para os chocólatras de plantão




A Páscoa está se aproximando e, nesta época do ano, resistir ao chocolate é quase impossível. A boa notícia é que resistir não significa cortar totalmente essa delícia do cardápio durante o feriado, pois, como tudo na reeducação alimentar e em uma dieta saudável, os prejuízos para a balança ocorrem apenas quando se exagera na quantidade e na frequência. As mordidas e beliscadas no chocolate estão liberadas, desde que com moderação por razões simples: é rico em gorduras e açúcar, nutrientes que elevam o seu valor calórico.

Por outro lado, o chocolate, além de delicioso, é cheio de substâncias benéficas ao organismo. Roberta Stella, nutricionista-chefe do Dieta e Saúde - programa online de emagrecimento que propõe a eliminação de peso, com saúde, por meio da dieta dos pontos - selecionou as características desse doce pecado, para você aproveitar, sem peso na consciência ao se deliciar nesta Páscoa:

1.O chocolate apresenta compostos antioxidantes chamados de flavonóides que impedem que o colesterol ruim se oxide e se deposite nos vasos sanguíneos, estando, portanto, relacionado com a prevenção de doenças do coração;

2.A cafeína e a teobromina são compostos vasodilatadores que estão presentes, principalmente, nos chocolates escuros, sendo mais um motivo para que os chocolates ajam em benefício da saúde do coração;

3.O chocolate com maior quantidade de cacau – chocolate amargo com teor superior a 60% de cacau – está relacionado à saúde do coração, já que apresenta as três substâncias (flavonóides, cafeína e teobromina) que ajudam a reduzir o colesterol e são vasodilatadores ajudando na circulação sanguínea;

4.Minerais importantes para o organismo também são presentes nos chocolates, entre eles: ferro, manganês, potássio e magnésio;

5.Os chocolates, principalmente os brancos e ao leite, contém maior quantidade de gorduras e calorias, além de ter menor quantidade de antioxidantes. A melhor opção é o chocolate amargo;

6.O consumo dos chocolates amargos deve ser de 3 a 4 vezes por semana e em pequena quantidade, ou seja, no máximo, 30 gramas ou uma barrinha pequena. E, vale lembrar que o chocolate ao leite não apresenta o mesmo benefício já que é rico em açúcar e gorduras.

7.A diferença entre os diversos tipos de chocolates está na composição que eles apresentam. O chocolate amargo contém menor quantidade de açúcar em relação ao meio amargo. Já, o chocolate ao leite, além de conter açúcar, também possui leite. O chocolate branco é produzido a partir da manteiga de cacau e, por isso, apresenta maior quantidade de gordura e, consequentemente, de calorias.


Tipos de chocolates

Não é por acaso que cada chocolate recebe uma denominação – ao leite, branco, meio amargo, cobertura hidrogenada e diet. Mas afinal, quais as diferenças entre eles?

A variedade de ingredientes dos chocolates garante a textura e o sabor característico de cada um. “Como os valores calóricos dos chocolates são semelhantes, cada consumidor pode optar pelo que tiver melhor aceitação de sabor ou preferência. Mas a principal dica é consumi-lo com moderação – cuidado na quantidade e também na frequência”, alerta Roberta Stella, nutricionista-chefe do Dieta e Saúde.

·Chocolate ao leite: massa de cacau, açúcar e leite em pó integral. Quantidade de cacau: 36 a 46%.

·Chocolate meio amargo: massa de cacau, açúcar e manteiga de cacau. Como o chocolate amargo, apresenta coloração escura por não levar leite, mas contém açúcar, o que suaviza o sabor. Quantidade de cacau: 52 a 62%.

·Chocolate amargo: chocolate muito pouco refinado, composto apenas por massa de cacau e manteiga de cacau. Caracteriza-se pela cor escura e paladar amargo. Quantidade de cacau: 63 a 72%.

·Chocolate branco: manteiga de cacau, açúcar e leite em pó integral. É o mais delicado – é branco porque não tem a massa de cacau.

·Chocolate diet: não contém açúcar na composição. Assim, o edulcorante (adoçante) é acrescentado para substitui-lo, mas muitas pessoas reclamam que este ingrediente deixa um sabor residual desagradável. Porém, no lugar do açúcar, é acrescentada mais gordura do que o normal, o que é um inconveniente para quem está ligado em eliminar a gordura da alimentação.


TIPO
INGREDIENTES UTILIZADOS
VALOR CALÓRICO (KCAL) / 100g
Chocolate ao leite
Açúcar, massa e manteiga de cacau, leite em pó integral e aditivos
568
Cobertura hidrogenada sabor chocolate ao leite
Açúcar, gordura vegetal hidrogenada, cacau em pó, leite em pó e aditivos
567
Chocolate meio amargo
Açúcar, massa e manteiga de cacau e aditivos
550
Chocolate branco
Açúcar, manteiga de cacau, leite em pó integral e aditivos
549
Chocolate Diet
Massa e manteiga de cacau, leite em pó integral, soro de leite em pó, edulcorantes e aditivos
473

Seja o primeiro a comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Links legais:

AMÉLIAS DE SALTO © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO